4.6 C
Felgueiras
Quarta-feira, Março 22, 2023

Pub

Quinta de Maderne
InícioOpinião“O dinheiro não traz felicidade”, mas será que traz ansiedade?

“O dinheiro não traz felicidade”, mas será que traz ansiedade?

As notícias não enganam, financeiramente os portugueses não estão no seu melhor momento e isto acarreta consequências na saúde mental. Inflação, taxas de juros, crise, subida de preços, custo de vida e desemprego têm sido uma constante assustadora no cenário português.
Segundo a Ordem dos Psicólogos Portugueses 1 em cada 6 portugueses sofre de um problema de ansiedade. É importante realçar que sentir ansiedade é natural, exceto quando a ansiedade começa a limitar o nosso dia-a-dia.
Possivelmente, a maioria das pessoas já ouviu falar de ansiedade, mas e a ansiedade financeira conhece?
A ansiedade financeira é a preocupação ou medo relacionada com as nossas finanças pessoais. E não se engane, a ansiedade financeira pode surgir a qualquer pessoa independentemente do seu estatuto financeiro.
Tal como é natural sentirmos ansiedade, também é natural preocuparmo-nos com as nossas finanças pessoais, principalmente com a crise financeira em que vivemos atualmente.


Mas é importante estarmos atentos aos sinais de alerta. Se é uma preocupação constante, não consegue dormir e consequentemente se sente triste e/ou irritado continuamente, chegou a hora de procurar ajuda. E sim, é compreensível que financeiramente se torne complicado procurar ajuda, mas é um investimento em si!
E como na prevenção é que está o ganho, apresento-vos algumas sugestões que podem ajudar neste período.
Antes de tudo a literacia financeira é fundamental, adquirir conhecimentos sobre a economia para tomar decisões de forma ponderada e saudável.
Num assunto tão delicado, e por vezes tabu, a tendência pode ser para esconder e reprimir as suas emoções, porém não vai ser benéfico para si, pelo contrário, pode trazer consequências a longo prazo para a sua saúde física e mental, por isso expresse as suas emoções. Se precisar de chorar, chore, desabafe com as pessoas de confiança.
Foque-se naquilo que consegue controlar. A maioria das mudanças que acontecem no mundo financeiro estão fora do nosso alcance, e muitas vezes isso pode ser esmagador. Por isso, o seu foco tem de estar nas coisas que estão ao seu alcance. E o que está ao seu alcance é a forma como gasta o seu dinheiro e em quê, por isso concentre-se naquilo que lhe traz bem-estar.
Costuma-se dizer que o dinheiro não traz felicidade, não sei se é verdade ou não, mas previna-se para que ele não seja a causa da sua ansiedade.

Marcela Leite, Psicóloga

Pub

Teco

Mais Populares

Subscreva a nossa newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Pub

Paulo Alves Terapias

Últimas