PUBspot_img
InícioPolítica"A Câmara Municipal e os restantes órgãos não devem ser subservientes ao...

“A Câmara Municipal e os restantes órgãos não devem ser subservientes ao Poder Central”

António Peixoto é o candidato da CDU à Câmara de Felgueiras

A CDU defende um projeto coletivo de desenvolvimento centrado nas pessoas e nos serviços que são necessários. Quer mais transparência na gestão municipal, serviços e equipamentos que sirvam a população.

Porque decidiu candidatar-se às eleições autárquicas de 2021? Houve
mais algum nome em cima da mesa, para avançar?

Na CDU e em concreto do PCP cabe ao coletivo partidário e os seus respetivos
organismos de direção fazer um levantamento de nomes e de disponibilidades
para poder realizar a tarefa de ser candidato, portanto não fui eu quem tomou a iniciativa mas sim o meu Partido que considerou que eu fosse o primeiro candidato à Câmara Municipal e no que diz respeito aos outros Órgãos e candidatos, sejam
primeiros ou últimos, o processo é o mesmo. Todos os candidatos merecem
do nosso coletivo partidário a maior confiança e o assumir de responsabilidade
para esta tarefa como se de outra se tratasse, mostrando que o projeto que temos é coletivo e não individualista. Todos os que foram chamados a esta frente de trabalho, assim como eu, sentimos um enorme orgulho em representar o único partido centenário do nosso país e que mais provas de trabalho, honestidade e competência tem mostrado nos órgãos em que o povo lhe dá representação.

Quais são as principais necessidades do concelho?
As principais necessidades do concelho são um verdadeiro desenvolvimento
económico, social e cultural. O nosso concelho tem enormes potencialidade, que vão desde a indústria à agricultura, mão-de-obra qualificada e experiente, e um vasto
património cultural. Precisamos diversificar as atividades económicas onde naturalmente se inclui a agricultura que tem vindo a desaparecer e que aqui também de nota a monocultura, que é o vinho. É necessário revindicar do Poder Central um forte aumento dos salários para assim ser atrativo aos jovens não saírem do seu
concelho e só com um aumento de população podemos trazer vida à nossa terra. Só com gente podemos ter um forte movimento associativo, cultural e desportivo. A Câmara Municipal e os restantes órgãos não devem ser subserviente ao Poder Central, não podem nem devem aceitar que as políticas nacionais continuem a desfavorecer o interior. As necessidades são tão vastas como por exemplo, os serviços públicos, é inadmissível que se aceite sem contestar o encerramento de balcões dos CTT, unidades de Saúde, dependência bancárias, balcões da EDP e que se aceite ainda para piorar a situação á nossa população mais desfavorecida e envelhecida a extinção de freguesias, obrigando-os a percorrer quilómetros
com uma rede de transportes deficitária e reduzida. Por isso, o nosso principal objetivo é o bem-estar de toda a população e isso só se consegue com fácil acesso aos recursos e com empresas e trabalho com direitos e efetivos, acabar com a precariedade.

António Peixoto

“Não conhecendo a tesouraria da Câmara Municipal, não temos
eleitos há alguns anos, não nos parece honesto fazer promessas”

O que tem a dizer sobre o saneamento, água, rede viária e gás natural?
Já tarde e é vergonhoso que no século XXI ainda haja fossas e que a rede de saneamento e água não cobra totalmente o nosso concelho. A rede viária é precária, deficiente e péssimo estado e como se não fosse suficiente ainda temos as Ex- SCUTS que continuam a ser um entrave ao desenvolvimento e à circulação das pessoas,
porque continua a ser taxada. Em relação ao Gás Natural, defendemos que a sua rápida concretização. Naturalmente, estes serviços deveria regressar rapidamente à esfera pública, são bens essenciais que não devem ser dados à especulação e ao lucro de monopólios e que levam muitas das vezes a que grande parte da população não os possa pagar.

O objetivo do seu partido (sendo de esquerda) é derrubar a direita?
A democracia é para nós o pilar do desenvolvimento humano, o nosso objetivo foi, é e sempre será dar voz ao povo e aos trabalhadores, lutar pelos seus direitos que tão mal tem sido tratados pela direita e o bloco central. O PCP sempre caracterizou o PS como sendo um partido com políticas de direita.

Foram já mencionadas algumas propostas eleitorais. Pode referir as
principais? Explique

Como será possível começar a casa pelo telhado? Nós somos responsáveis
e realistas. Não conhecendo a tesouraria da Câmara Municipal, não temos eleitos há alguns anos, não nos parece honesto fazer promessas para grandes obras ou intervenções. A única promessa que fazemos é que estaremos sempre ao lado dos
felgueirenses para construir um concelho que responda as suas necessidades e que seja agradável para viver.

“É vergonhoso que no século XXI ainda
existam fossas e que a rede de saneamento e água
não cobra totalmente o nosso concelho. A rede
viária é precária, deficiente e em péssimo estado”

Que resultados esperam obter?
Um vereador e representação na Assembleia Municipal já faria toda a diferença na gestão municipal a favor dos felgueirenses.

Que observação faz sobre o comércio local?
O comércio local e de rua é fundamental deve ser uma prioridade. O Parqueamento pago é um entrave ao seu desenvolvimento.

De que forma vai fomentar a participação das pessoas na atividade política?
Defender reuniões de Câmara públicas e descentralizadas pelas freguesias e defender no início das mesmas o tempo para a intervenção do público. Se for eleito vereador receber os munícipes semanalmente no gabinete.

Que balanço faz do Movimento Sim/Acredita-PS-Livre?
O balanço que fazemos da gestão da autarquia é de falta de transparência,
obras megalómanas que pouco servem as necessidades dos felgueirenses
em detrimento das necessidades essenciais que por vezes muito menos
custariam ao erário público.

O que se propõe a fazer para estimular o investimento no concelho, para a
promoção da terra no país e para criar condições para a fixação da população sobretudo mais jovem, em Felgueiras?

Como já referimos anteriormente, o desenvolvimento do concelho não está desligado do desenvolvimento do país. Emana do poder central as diretrizes que convém combater para que o interior e em concreto o nosso concelho possa ter espaço para um desenvolvimento sustentável e planificado. Os direitos, melhores salários,
serviços públicos, espaço de lazer, desportivos, de convívio, escola pública de qualidade, acesso ao SNS são fundamentais para a fixação da população.

Que relação terá, se for eleito, com as instituições, associações e clubes locais?
Pelo que disse anteriormente só pode ser uma relação muito estreita e de
diálogo constante porque delas também depende o nosso desenvolvimento.
Aliás vemos no movimento associativo um espaço democrático e de forte importância nas áreas da cultura, desporto e apoio às populações.

Que melhorias podemos esperar nos serviços municipais? Quais as suas propostas?
A melhoria passa pela contratação de trabalhadores para os serviços melhorias
das suas condições de trabalho, e do regresso à esfera pública de todos serviços.

Se for eleito, qual vai ser a sua primeira ação na Câmara?
Como já disse anteriormente será uma auditoria vasta e rigorosa.

Que políticas estão pensadas para crianças, jovens e idosos?
O PCP tem um vasto património na defesa das crianças, jovens e idosos.
Desde logo a defesa do ensino público gratuito, democrático e de qualidade
que conseguimos concretizar uma grande vitória com os gratuitidade dos livros e as creches gratuitas, a luta contra as propinas. A luta contra o trabalho precário é uma das necessidades mais importantes para os jovens, investimento na habitação pública, criação de residências de estudantes. Para os nossos idosos defendemos uma resposta pública para viver o envelhecimento de forma saudável e com qualidade, uma rede de cuidados paliativos e continuados públicos. Uma rede de ocupação dos tempos livres e reformas e pensões dignas.

PUBspot_img
PUBspot_img
PUBspot_img

Mais Populares

Subscreva a nossa newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas