PUB
InícioUncategorized«O nosso concelho precisa de um projeto diferente e alternativo para o...

«O nosso concelho precisa de um projeto diferente e alternativo para o desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida das famílias»

Elisabete Teixeira é a candidata do CDS-PP à Câmara de Felgueiras

A cabeça de lista diz ter um projeto político diferente e alternativo para
o desenvolvimento do concelho. Aposta na família e na melhoria da qualidade de vida.

Como começa a sua ligação à política?
Iniciei o meu percurso político ativo há 8 anos quando fui candidata à União de Freguesias de Margaride1 (Santa Eulália), Várzea, Lagares, Varziela e Moure. Pouco depois filiei-me no CDS. Atualmente sou vice-presidente da CP Concelhia de Felgueiras, sou secretária da CP Distrital do Porto e conselheira nacional.

Porque decidiu candidatar-se a estas eleições autárquicas?
Considero que o nosso concelho precisa de um projeto diferente e alternativo para o desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida das famílias. Considerando que sou vice-presidente da CP Concelhia de Felgueiras, assumo que houve vários nomes em cima da mesa. A CPC decidiu que eu seria a que melhores condições reunia para liderar o nosso projeto, tendo aceite com muito agrado esta decisão.

Quais são as principais necessidades do concelho?
A minha candidatura tem como pilar fundamental as famílias do concelho. As minhas principais preocupações são os filhos, os pais, os avós, os bisavós e todos aqueles que rodeiam cada família. O concelho é bastante débil e esteve parado durante muitos anos e, apesar das tentativas de alavancar o concelho para o futuro, esse trabalho não tem sido eficiente. Há uma carência de estímulos para os jovens se fixarem no concelho. É prioritário implementar medidas no âmbito da educação, emprego, desporto, cultura e urbanismo. Quanto aos idosos é fundamental combater a solidão e fomentar o acompanhamento dos mesmos. É necessário um maior investimento em infraestruturas nos diversos setores. A construção de um pavilhão multiusos é essencial para o desenvolvimento de diversas atividades e eventos sócio culturais e outros que aí poderão realizar-se.

«A autarquia tem o dever de apoiar
os jovens casais»

O objetivo do seu partido (sendo de direita) é derrubar a esquerda?
É natural que se pense que o seu objetivo é derrubar a esquerda. No entanto devo dizer que mais importante que derrubar a esquerda é informar a população das nossas ideias e esclarece-la sobre a forma como queremos solucionar os problemas que mais as afetam e pedir a essa população que nos dê um voto de confiança para implementar as nossas medidas e provar que somos capazes de fazer mais e de forma diferente e eficaz.

Elisabete Teixeira- Semanário de Felgueiras

Foram já mencionadas algumas propostas eleitorais. Pode referir as principais?
Assistimos a um acréscimo de jovens estudantes deslocados pelos diversos pontos do país os quais têm dificuldade em visitar a família e, por isso, proponho criar uma bolsa (reembolso do valor ou parte dele, gasto nas viagens a Felgueiras e para o destino) de apoio a esses jovens de forma a promover o contacto familiar. Proponho
a criação de um centro incubador de empresas, o qual consistirá em disponibilizar um espaço físico, com rendas acessíveis e dotado de todas as condições essenciais para
que os jovens até aos 35 anos possam ingressar no mercado de trabalho dando início a uma atividade empresarial ou liberal. Nesse sentido será também concedido o respetivo apoio ao início da atividade bem como ao seu desenvolvimento. Esta será certamente uma das medidas mais importantes para promover a fixação dos jovens no nosso concelho. Para os idosos é primordial promover a criação de mais centros de dia bem como a sua dinamização com a restante população. Também é prioritário
criar equipas multidisciplinares com vista a combater o isolamento social dos idosos que pelos variados motivos se encontram numa situação de solidão. Estas equipas poderão dar os verdadeiros abraços e afetos que tanta falta fazem. Quanto ao associativismo pretendo optar pela transferência, para cada uma delas, das verbas previstas no orçamento municipal em duodécimos de forma a facilitar a sua gestão. No âmbito do desporto pretendo fomentar a criação de novas modalidades, sem esquecer as existentes. Estas novas modalidades serão distribuídas pelas várias freguesias promovendo-se a interação entre toda a população do concelho. Desta forma proporcionarei a todos a prática desportiva além das mais comuns. Será prioridade rever o contrato relativo à recolha do lixo e acabar com as situações que assistimos diariamente em todo o concelho, acompanhado duma campanha de sensibilização junto da população. Proponho também a construção dum pavilhão multiuso o qual será essencial para o desenvolvimento de diversas atividades culturais, sociais e económicas. Também é prioritário requalificar o parque da cidade. Deve conceder-se a devida dignidade a este espaço essencial na vida das famílias e que deverá deixar de ser uma miragem para ser uma realidade. Será também uma prioridade dotar os equipamentos municipais com energia solar. Promover a criação de comissões de utentes das USF e centros de saúde de forma a colaborar com estas, para a melhoria da prestação de serviços destas entidades. Espero obter um resultado que permita demonstrar e provar que eu, juntamente com a minha equipa, somos capazes de fazer mais e de forma diferente. Alcançando um resultado que nos coloque na linha de decisão do destino do nosso concelho ser-nos-á dada a oportunidade de concretizar as nossas medidas e contribuir para o desenvolvimento do nosso concelho e o bem-estar das nossas famílias.

«Proponho a criação de um centro incubador de empresas, o qual
consistirá em disponibilizar um espaço físico, com rendas acessíveis»

Que observação faz sobre o comércio local?
O comércio local precisa de apoios e de maior dinamização com vista a atrair os consumidores, não só do nosso concelho mas também dos concelhos vizinhos. Será necessário articular com a AEF formas de combater as dificuldades do comércio local. É necessário olhar para os lojistas e seus funcionários, analisar as suas dificuldades diárias e tentar colmata-las. Por exemplo, a questão do estacionamento. Nós propomos a criação de bolhas de estacionamento ou até mesmo a utilização dos parques existentes, destinados aos lojistas, a um preço simbólico.

De que forma vai fomentar a participação das pessoas na atividade política?
A autarquia tem de ser mais próxima da população. Deve fomentar-se mais atividades junto da população e promover reuniões abertas nas diversas freguesias de forma a recolher as preocupações e in loco discutir soluções, ouvindo propostas e debatendo-as de forma clara e objetiva.

O que se propõe a fazer para estimular o investimento no concelho, para a
promoção da terra no país e para criar condições para a fixação da população sobretudo mais jovem, em Felgueiras?

Quanto ao investimento no concelho proponho contactar investidores nos
diversos setores económicos e dar apoio ao seu investimento desburocratizando os processos de licenciamento e concedendo benefícios. Não podemos esperar que nos procurem, temos de procurar e propor investimento. No que respeita à promoção da terra no país é muito importante não esquecer os nossos ex-libris: o calçado, a agricultura, nomeadamente o vinho verde, os Kiwis e os espargos), os bordados da Lixa e o pão-de-ló de Margaride. Proponho a criação de casas museu para cada um destes produtos e partir destes museus realizar parcerias ou protocolos com entidades nacionais que dinamizem estes produtos em todo o país e a partir destas ir além fronteiras. Estes produtos, que fazem parte da nossa identidade, em sintonia com a rota do românico e criando espaços de lazer em diversas freguesias que são atravessadas por diversos rios, devem ser projetados de forma a incentivar o turismo no nosso concelho. No âmbito das medidas para fixação dos jovens no nosso concelho, conforme já foi referido será importante a criação de bolsas de apoio aos estudantes deslocados para fomentar o contacto com a família e com a terra. É fundamental a criação do centro incubador de empresas para que aqui possam exercer a sua atividade profissional. Ter-se-á de implementar medidas de apoio à habitação jovem. Para complementar a sua fixação será primordial fomentar a criação de mais creches principalmente junto às zonas industriais.

Que relação terá, se for eleito, com as instituições, associações e clubes locais?
Ter-se-á de estreitar as relações com as instituições, associações e clubes desportivos. A autarquia tem de ser pró-ativa e colaborar mais com as mesmas. Haverá um maior acompanhamento e articulação quer quanto a apoios que possam ser concedidos ou reivindicados, quer quanto a atividades que se possam desenvolver.

Que melhorias podemos esperar nos serviços municipais? Quais as suas
propostas?

Quanto a esta questão dever-se-á realizar uma auditoria logo de início. É prioritário rentabilizar os recursos humanos, reorganizar os serviços de forma a dar respostas mais céleres aos munícipes. O lema será desburocratizar. Os serviços operativos também deverão ser alvo duma intervenção de forma a ser concedida a dignidade que merecem e dota-los de meios para que possam desempenhar as suas funções de forma eficaz.

Se for eleito, qual vai ser a sua primeira ação na Câmara?
Considerando que a família é o pilar desta candidatura irei promover de imediato a criação do centro incubador de empresas para os jovens. Urge fixar os jovens no nosso concelho e é por aí que quero começar.

Que políticas estão pensadas para crianças, jovens e idosos?
Para haver crianças, em primeiro lugar, é preciso fixar os nossos jovens e fomentar a natalidade. Nesse sentido serão concedidos verdadeiros apoios aos jovens casais que querem ter filhos e não meras esmolas. A autarquia tem o dever de apoiar os jovens casais. Será promovida a criação de creches junto às zonas industriais para facilitar a vida dos nossos jovens casais. Serão também fomentadas mais atividades para as
crianças no âmbito dos horários pós letivos (prolongamentos) e também nos tempos livres (fins-de-semana, feriados e férias). Quer o parque da cidade quer as outras zonas de lazer existentes no nosso concelho terão um papel fundamental no desenvolvimento de várias atividades lúdicas com o envolvimento de profissionais do nosso concelho. Quanto aos jovens, é essencial a criação da bolsa de apoio aos estudantes deslocados bem como do centro incubador de empresas para jovens até aos 35 anos. Será primordial a implementação de novas modalidades desportivas e de atividades de ocupação de tempos livres. No que concerne aos idosos, é essencial a criação de mais centros de dia e dinamizar os mesmos com mais atividades, acompanhamento e envolvência com a restante comunidade. É essencial a criação das equipas multidisciplinares para dar apoio aos idosos que vivem numa situação
de isolamento e solidão.

Que balanço faz do Movimento Sim/Acredita-PS-Livre?
A resposta a essa questão será dada por todos os felgueirenses no próximo dia 26 de setembro. Da minha parte a resposta é óbvia ao assumir a liderança desta candidatura.

PUB
PUB
PUB
PUB

Mais Populares

Subscreva a nossa newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas