PUB
InícioCulturaIgreja de São Jorge de Várzea tem novos vitrais

Igreja de São Jorge de Várzea tem novos vitrais

A Igreja de São Jorge de Várzea tem novos vitrais. A inauguração foi feita no sábado pelo Bispo Auxiliar D. Armando Esteves Domingues, com o pároco da freguesia Abílio Barbosa, contando com a presença de alguns populares.

O autor da obra, o Mestre José Emídio começou por saudar os presentes, dirigindo-se em especial ao Bispo Auxiliar D. Armando Domingues e ao Presidente da Câmara de Felgueiras, Nuno Fonseca.

Igreja de S. Jorge de Várzea com novos vitrais
Vitrais

“Quando nós artistas fazemos trabalhos que representam tanto para as pessoas, num edifício como este, o que posso dizer é que a responsabilidade é muito grande. Conheci esta igreja sem os vitrais. Confesso que não os tinha visto antes e a sensação que fico, deixa-me de algum modo confortável. Espero que convoco tenha acontecido o mesmo porque este primeiro impacto a meu ver, é bastante agradável e interessante. A tradição dos vitrais, vem da Idade Média e são feitos para serem vistos de dentro com a luz de fora. Normalmente, os vitrais de fora, nas igrejas tradicionais não têm grande visibilidade. São escuros…”, começa por dizer.

O Mestre explicou que “neste caso porque se tratava e um caso especial”, houve uma preocupação que os vitrais tivessem, também, importância visual de fora para dentro.

“Funcionam quase como painéis de pintura. Estou muito feliz pelo resultado”, acrescentou.

Mestre José Emídio

O padre Abílio Barbosa considera que é um orgulho. “Temos uma arquitetura interior que passa em revistas de todo o mundo. Na Alemanha, no Japão e por aí fora. Tem concorrido a vários prémios. Quem está de fora, não imagina o que está lá dentro”, evidenciou.

Na mesma intervenção referiu as peças de escultura, presentes na Igreja, de autores de renome e agora os vitrais do autor José Emídio.

“Portanto, tudo motivos que nos devem orgulhar e manifestar todo o trabalho que tivemos em tornar a nossa igreja acolhedora. Hoje é uma igreja que vale a pena visitar e a participar nas celebrações, porque nos ajuda a participar nelas”, disse.

Padre Abílio Barbosa

O Bispo Auxiliar D. Armando Domingues referiu a importância dos artistas que pintassem com novas cores as verdades de sempre, do Evangelho, que não mudam. “Há tempos em que precisamos muito de cores novas, neste mundo ás vezes um bocado cinzento e perigoso”, referiu.

Parabenizou José Emídio e a todos os que colaboraram neste projeto. “Um artista não copia, cria. É o que nós precisamos, de gente que saiba criar”, avançou.

Referindo-se aos vitrais, disse que cada um pode ler, como interpretar, tendo de seguida presidido as celebrações religiosas.

Bispo Auxiliar D. Armando Domingues

———-

José Emídio

Nasceu em Matosinhos, a 7 de Maio de 1956. Licenciou-se em Artes Plásticas na Escola Superior de Belas Artes do Porto em 1981. Além de ter sido professor do ensino secundário, desde 1979, e superior, de 1982 a 1997, dedica-se à gravura, serigrafia, cerâmica e ilustração. Foi Presidente da Direção da Cooperativa de Ensino Superior Artístico do Porto (CESAP), até 1997, e é Diretor da Árvore Cooperativa de Atividades Artísticas, desde 1989. Mantém desde 1998 o cargo de Diretor das Oficinas de Cerâmica, Fotografia, Gravura, Litografia e Serigrafia da ÁRVORE.

José Emídio é um contador de histórias. A sua pintura cruza a tradição dos grandes e pequenos temas e dos espaços fluídos. Entre o presente e o passado, entre a grandeza e o prosaico, entre o conhecido e o imaginário. José Emídio tem construído uma obra de sentido oficinal que recolhe, primeiro por prática escolar, depois deliberadamente, propostas de todo o passado: temas grandiosos (assuntos históricos; temas míticos, lendas); temas familiares e de quotidiano.

Armando Esteves Domingues

Armando Esteves Domingues (Oleiros10 de Março de 1957) é um bispo católico português, atualmente Bispo-Auxiliar do Porto.[1]

Até à elevação ao episcopado era Vigário-Geral de Diocese de Viseu. É o primeiro pároco da Paróquia de Nossa Senhora do Viso, a mais recente paróquia portuguesa. A ordenação episcopal decorreu a 16 de Dezembro de 2018 na Sé de Viseu, tendo como bispo ordenante Dom António Luciano e como bispos co-ordenantes Dom Ilídio Leandro e Dom Manuel Linda.

PUB
PUB
PUB
PUB

Mais Populares

Subscreva a nossa newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas