PUBspot_img
InícioSociedadeHomem condenado por aliciar menor

Homem condenado por aliciar menor

Um homem de 42 anos foi condenado, pelo Tribunal de Penafiel, a dois anos e oito meses de prisão, com pena suspensa, pelos crimes de coação e importunação sexual agravados e de pornografia infantil de menores, na forma tentada.

O caso remonta a 2018 quando este homem, acólito na Paróquia da Pedreira, segundo a acusação, se envolveu com uma menor de 14 anos, que frequentava a catequese.

A notícia é hoje avançada pela Jornal de Notícias que relata que os factos levados a julgamento estão relacionados com o envio de mensagens à menor, através de uma rede social, por quem dizia nutrir sentimentos. Nessas mensagens, o homem terá pedido que a jovem lhe enviasse fotos nua, mas a jovem não acedeu. Mais tarde, ter-se-ão encontrado, numa zona isolada, onde o homem tentou beijar e acariciar a menor, que se recusou a corresponder.

O caso foi descoberto em 2019 quando a mãe da vítima teve acesso às mensagens e confrontou o seu autor. O pai da jovem apresentou queixa nas autoridades. A menor, conta o JN, ficou de tal forma abalada que tentou cortar os pulsos.

Este homem manteve-se sempre em funções na Paróquia, onde exercia o cargo de coordenador dos acólitos. Só na terça-feira quando saiu a sentença judicial é que deixou as funções. O Tribunal, aliás, proibiu-o de contactar com qualquer grupo de jovens.

A Diocese do Porto admitiu que não teve conhecimento do caso até à condenação e que irá proceder à sua própria investigação do caso, garantindo – cita o JN- que também o Pároco só teve conhecimento do caso após a denúncia feita pelos pais da menor.

PUBspot_img
PUBspot_img
PUBspot_img

Mais Populares

Subscreva a nossa newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas