PUBspot_img
InícioPolítica“A ‘novela’ de Carla Carvalho parece ter fim à vista”

“A ‘novela’ de Carla Carvalho parece ter fim à vista”

O líder da Juventude Popular de Felgueiras e candidato à liderança do CDS-PP, Eduardo Silva avança que “ficou clara a conivência entre Carla Carvalho, o Presidente da Assembleia Municipal, José Campos, o Presidente da Câmara de Felgueiras, Nuno Fonseca e o SimAcredita – PS/LIVRE” esclarecendo que o verdadeiro lesado é o CDS-PP.

Eduardo Silva refere-se à alegada situação de incompatibilidade de funções de Carla Carvalho que foi discutida na Assembleia Municipal, na sexta-feira.

Segundo a mesma fonte “o processo no Ministério Público foi arquivado porque, supostamente, esta pediu a substituição a título definitivo pelo deputado seguinte indicado pelo CDS-PP, Eduardo Teixeira”.

O líder da Juventude Popular esclarece que se trata de “uma tremenda mentira”.

“O Presidente da Assembleia Municipal foi conivente com esta novela ao aceitar a substituição da visada, sucessivamente. Após ser pressionado pela comissão permanente nas reuniões pediu os pareceres com os factos concretos”, refere.

Na mesma publicação o líder explica que os pareceres são claros e que a perda de mandato é a única possível consequência prevista na lei para o caso de inelegibilidade.

“O facto referido supra deve, portanto, ser participado ao Ministério Público, pelo Senhor Presidente da assembleia municipal”, declara.


As críticas também incidem sobre o Presidente da Câmara de Felgueiras, Nuno Fonseca por ter nomeado Carla Carvalho chefe de divisão e a ter defendido “sucessivamente”.

Miguel Vilas Boas Sampaio também é visado “por tentar proteger e encobrir a sua irmã”, deu nota.

“Finalmente, a “novela” de Carla Carvalho parece começar a ter fim à vista”, diz. Eduardo Silva avança: “As mentiras têm perna curta”.

O dirigente esclarece “que o maior lesado nesta história toda foi o CDS-PP Felgueiras” e é uma das razões pela qual se candidata à liderança do partido.

Leia o comunicado na íntegra:

Ontem, na Assembleia Municipal de Felgueiras, ficou clara a conivência entre Carla Carvalho, o Presidente da Assembleia Municipal, o Professor José Campos, o Presidente da Câmara de Felgueiras, Nuno Fonseca e o SIM ACREDITA – PS/LIVRE.

Aparentemente, o processo no ministério público foi arquivado porque, supostamente, pediu a substituição a título definitivo pelo deputado seguinte indicado pelo CDS-PP, Eduardo Teixeira. O que é uma tremenda mentira.

O Presidente da Assembleia Municipal, o Professor José Campos foi conivente com esta novela ao aceitar a substituição da visada, sucessivamente. Apenas após ser pressionado pela comissão permanente nas reuniões pediu os pareceres com os factos concretos.

Os pareceres são claros: “A perda de mandato é a única possível consequência prevista na lei para o caso de inelegibilidade superveniente (…)”, “o facto referido supra deve, portanto, ser participado ao Ministério Público, pelo Senhor Presidente da assembleia municipal (…)”.

O Presidente da Câmara Municipal de Felgueiras, Nuno Fonseca, “tem culpa no cartório”, um vez que nomeou para chefe de divisão Carla Carvalho e têm defendido sucessivamente a sua continuidade nas Assembleias Municipais.

O grupo parlamentar do SIM ACREDITA – PS/LIVRE continua a “sacudir água do capote” e a ludibriar os felgueirenses pois afirmam que isto é um caso partidário. Desta forma, são coniventes com a falta de moral e ética política da visada ao permitir em conjunto com os seus generais para que não se dignifique a Assembleia Municipal de Felgueiras.

Obviamente, o Miguel Vilas-Boas Sampaio também é culpado nesta “novela” ao proteger e encobrir a sua irmã no processo. Parece-me pouco ético um dirigente local, distrital e nacional ter este tipo de comportamento.

Finalmente, a “novela” de Carla Carvalho parece começar a ter fim à vista. Mais uma vez, é caso para dizer: “- As mentiras têm perna curta”.

Que fique claro que o maior lesado nesta história toda foi o CDS-PP Felgueiras. Que sirva de lição que não dá bom resultado vender o partido a troco de lugares por o silêncio político.

Por estas e por outras várias razões, é que me candidato ao CDS-PP Felgueiras.

Há sempre quem resiste, há sempre quem diga não!

PUBspot_img
PUBspot_img
PUBspot_img

Mais Populares

Subscreva a nossa newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas