PUBspot_img
InícioPolíticaPrimeiro-ministro anunciou este sábado uma "menor intensidade nas restrições" no Natal

Primeiro-ministro anunciou este sábado uma “menor intensidade nas restrições” no Natal

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou este sábado uma “menor intensidade nas restrições” no Natal e Ano Novo. O levantamento das medidas ainda pode ser revertido se a pandemia de Covid-19 se agravar nas próximas semanas. Dia 18, o Governo avaliará a evolução da pandemia.

Segundo as medidas anunciadas, será possível circular entre concelhos entre 23 e 26 de dezembro. Na passagem de Ano Novo há restrições às deslocações entre concelhos e estão proibidas festas públicas, mas vai ser possível andar na rua até às 2 da madrugada.

Na véspera de Natal e passagem de ano os restaurantes podem estar abertos até à 1h00. No dia 1 de janeiro, poderá haver serviço de almoço.

No Natal, será permitida a circulação entre concelhos nos dias 23, 24, 25 e 26 de dezembro. Na noite de 23 para 24 permitida apenas para quem se encontre em trânsito. Nas noites de 24 e 25 circulação na via pública permitida até às 2h da manhã. No Dia 26 a circulação será permitida até às 23h00. Os restaurantes podem funcionar: nas noites de 24 e 25 até à 1h00, no dia 26 serviço de almoço até às 15h30. NO aNO nOVO, A circulação entre concelhos está proibida entre as 00h00 de 31 de dezembro e as 5h00 de 4 de janeiro. Na noite da passagem de ano a circulação na rua permitida até às 2h00. No dia 1 de janeiro até às 23h00. Serão proibidas festas públicas ou abertas ao público, assim como proibidos os ajuntamentos na via pública com mais de 6 pessoas. Os restaurantes podem funcionar na noite de 31 até à 1h00. No dia 1 de janeiro, serviço de almoço até às 15h30.

O primeiro-ministro disse que as exeções para o período de Natal e Ano Novo serão avaliadas no dia 18 de dezembro, “para confirmar com a informação dos próximos 15 dias que a tendência de melhoria da situação de pandemia se confirma e que não necessitamos de puxar o travão de emergência para evitar agravamento da pandemia por altura do Natal”.

Para o período de Natal e Ano Novo, António Costa pede que os portugueses evitem reuniões com muita gente, sem máscara e em espaços fechados, pequenos e pouco arejados, para prevenir novos casos de Covid-19.

O Governo mantém nos próximos 15 dias as medidas adotadas para os concelhos de risco extremo e risco elevado. Em causa está o recolher obrigatório a partir das 13 horas e restrições ao comércio.

PUBspot_img
PUBspot_img
PUBspot_img

Mais Populares

Subscreva a nossa newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas