PUBspot_img
InícioPolíticaJS reuniu com o Diretor do Agrupamento de Centros de Saúde do...

JS reuniu com o Diretor do Agrupamento de Centros de Saúde do Tâmega Vale do Sousa Norte

A Juventude Socialista de Felgueiras reuniu com o Diretor do Agrupamento de Centros de Saúde do Tâmega, Vale do Sousa Norte, na passada sexta-feira, para “averiguar os motivos que tem levado ao mau funcionamento dos vários centros de saúde do município”.

“Foram colocadas várias questões que nos têm preocupado, nomeadamente as recorrentes dificuldades dos utentes em contactar via telefónica os centros de saúde”, pode ler-se através de um comunicado.

Segundo a Jota, a direção esclareceu “que devido ao exponencial aumento de chamadas telefónicas houve uma série de limitações técnicas e humanas no atendimento”.

“De fevereiro a abril, o número de chamadas recebidas em todo o ACeS triplicou e embora se tenha duplicado o número de chamadas atendidas não foi possível atender a todas”, referem.

“Foram recebidos 60869 contactos em fevereiro e atendidos 12123 em contraste com os 125745 contactos recebidos em abril dos quais 24352 foram atendidos. Também estão a proceder ao reforço de recursos humanos, através da contratação de mais 80 pessoas, um aumento de pessoal na ordem dos 25%”, explicou aquela entidade à Juventude Socialista.

A ACeS avançou que irá colocar em prática um plano de concertação “entre os Centros de saúde, a Câmara Municipal, as juntas de freguesia, as paróquias, os lares e restantes IPSS para apoiarem todos os que têm dificuldade em recorrer ao correio eletrónico para agendamento de consultas ou pedidos de medicação”.

Segundo pode ler-se, o “objetivo da medida é libertar as linhas telefónicas para as situações agudas e que realmente necessitam desse contacto imediato, como é o caso das consultas abertas. Todos os contactos não urgentes serão feitos por e-mail ou para um telemóvel específico disponibilizado para o efeito”.

A Juventude Socialista referiu que uma das suas preocupações passa pela marcação de consultas e “remarcação de todas as que foram canceladas durante o período de confinamento”.

O diretor do agrupamento disse á Jota local que o “o cansaço instalado nos utentes e profissionais de saúde é muito, devido à luta diária contra a pandemia. No entanto, apelou para que sempre que o atendimento aos utentes não seja o adequado, as pessoas reclamem de forma formal, por email, ou através do livro de reclamações físico ou eletrónico, pois de outra forma não é possível que a direção tome conhecimento dos problemas para os poder resolver”.

PUBspot_img
PUBspot_img
PUBspot_img

Mais Populares

Subscreva a nossa newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas