Segunda-feira, Outubro 3, 2022

Pub

Quinta de Maderne
InícioOpiniãoA escolha do calçado certo na terceira idade!

A escolha do calçado certo na terceira idade!

Mais do que uma questão de gosto e de moda, a escolha do calçado certo, especialmente nos mais idosos, é importante por diversas razões. Se o envelhecimento pode limitar por si só movimentos e reflexos na base do corpo, que se dirá se os calçados não colaboram?

Quando somos mais jovens, é comum escolher o calçado mais com base na beleza e não tanto no conforto. Mas à medida que os anos passam, vamos entendendo que é preciso apostar mais na segurança e no bem-estar. E, felizmente, hoje há opções que combinam esses fatores a diferentes estilos.

De facto, o tempo muda as coisas para todos nós. Com o avançar da idade, os pés perdem elasticidade e sofrem atrofia muscular, o que determina menos poder de adaptação aos calçados e maior suscetibilidade a dores e calosidades. Sem dúvida, uma combinação de fatores que, pouco a pouco, pode afetar até a qualidade de vida e a saúde emocional do idoso.

 A pessoa idosa enfrentou a vida toda uma rotina pesada de trabalho e, agora, o conforto é mais do que merecido!

Ao comprar o calçado é importante que este seja confortável, seguro e que possa garantir a saúde dos pés em qualquer momento. Tudo isso vai proporcionar maior bem-estar e confiança para realizar as atividades do seu dia a dia. É ainda uma maneira de evitar acidentes, lesões e dores, quer nos pés quer em outras partes do corpo, nomeadamente pernas e coluna.

Assim, é…

  • Imprescindível que os sapatos se adaptem ao tamanho e ao peso do idoso, garantindo que sejam modelos realmente confortáveis e que levem mais comodidade ao caminhar;
  • Devem ser leves e flexíveis, permitindo o ajuste adequado ao formato do pé, sem provocar desconforto, feridas ou dificultar os movimentos;
  • Devem ser sapatos baixos, não ultrapassando os 2 cm de altura, e a parte traseira deve ser um pouco mais alta do que a da frente e deve apoiar adequadamente o calcanhar;
  • A sola deve ser estável, antiderrapante e dar um bom amortecimento ao caminhar para evitar quedas;
  • Idealmente devem-se escolher sapatos fechados ou que permitam um bom ajuste ao pé e fáceis de calçar, como por exemplo sapatos com velcro ou fechos;
  •  Os chinelos devem ser evitados pois aumentam o risco de entorse e quedas;
  • Não podemos esquecer que quando compramos os sapatos devemos experimentar os dois pés para garantir que se ajustam adequadamente;
  • Aos primeiros sinais de desgaste, os sapatos devem ser substituídos, pois perdem a capacidade de amortecimento e estabilidade, e tornam-se mais escorregadios, levando ao aumento do risco de queda ou outros acidentes relacionados com o caminhar.

É ainda importante referir que com o avançar da idade a sensibilidade dos pés pode diminuir. É importante vigiar os pés diariamente e verificar a existência de lesões na pele ou zonas de pressão causadas pelo calçado. Caso surjam alterações devem procurar ajuda dum profissional de saúde, para avaliar o problema.

Fiquem atentos em benefício da Vossa saúde.

Um conselho da UCC Felgueiras.

Pub

Teco

Mais Populares

Subscreva a nossa newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas